Pular para o conteúdo
Técnicas de SEO para autores

10 dicas de SEO para autores que você precisa conhecer

No mundo digital, não basta escrever um bom livro para conquistar leitores. É necessário construir sua autoridade como autor e ter mais visibilidade para alcançar seu público. É aqui que entram as técnicas de SEO para autores.

O SEO (Search Engine Optimization) serve para otimizar seu conteúdo para mecanismos de busca. O objetivo é fazer com que sua página apareça com mais destaque em buscadores como Google e Bing de forma orgânica.

Essas técnicas podem soar complicadas. Embora sejam muito úteis e de extrema importância para se estabelecer no mercado, são poucos os autores que as utilizam. Pensando nisso, apresentamos aqui 10 dicas de SEO para autores que você precisa conhecer.

Para aplicá-las, você deve ter um site ou blog no qual publicar seu conteúdo. Não sabe como? Confira como criar um blog de autor!

Tudo certo com seu site? Então vem com a gente!

10 dicas de SEO para autores que você precisa conhecer

1 – Entenda seu público

Ao utilizar técnicas de SEO, você deve pensar para além de aparecer na primeira página do Google. São ferramentas que também visam dar ao leitor a melhor experiência possível, deixando-o satisfeito com o conteúdo apresentado.

Por isso, é muito importante sempre ter o seu público em mente. O conteúdo que produzir deve ser relevante para as pessoas que deseja alcançar. Deve falar a língua delas, usar as palavras e expressões que elas estão acostumadas. Assim, você estabelecerá uma relação de confiança com seus leitores.

Um modo de ter isso com mais clareza é escolhendo bem seu nicho literário. A partir disso, você pode se aprofundar na área que tem mais afinidade, conhecer a comunidade e entender o que a interessa.

São esses interesses que serão seu guia no próximo tópico.

2 – Pesquise palavras-chave

Palavras-chave são os termos que colocamos no buscador ao fazer uma pesquisa. São elas que informam ao Google o que a pessoa está procurando, e é a partir delas que ele entregará os melhores resultados.

Alguém procurando um lugar para comer pode pesquisar, por exemplo, “restaurantes perto de mim”. Para um restaurante, essas são palavras-chave nas quais ele pode focar, produzindo conteúdos com a intenção de responder à pesquisa do cliente e informar ao Google que ele é uma opção que atende às expectativas do consumidor.

Desse modo, quando essas palavras forem pesquisadas, o restaurante terá maior chance de ocupar um bom posicionamento na página de resultados.

Como autor, também é preciso pesquisar e definir suas palavras-chave relevantes. Coloque-se no lugar do seu público, pense em seus interesses e quais termos buscaria para encontrar você e sua obra. 

A partir das sugestões do próprio Google, você pode ter uma ideia de quais são os termos mais pesquisados e focar neles!

Ao pesquisar “livro de romance”, por exemplo, temos essas sugestões:

exemplo de palavras-chave no Google
Palavras sugeridas ao pesquisar "livro de romance"
Você também pode encontrar na aba “As pessoas também perguntam” mais ideias de palavras-chave relacionadas:
pesquisas relacionadas em "as pessoas também perguntam"
Sugestões de pesquisas relacionadas do Google

É a partir dessas palavras-chave que você produzirá seu conteúdo, pensando sempre em responder às dúvidas de seu público e oferecer o conteúdo que eles estão buscando.

Caso queira se aprofundar mais, existem algumas ferramentas que podem auxiliar:

É necessário levar em consideração o volume de pesquisas da sua palavra-chave. Um termo muito pesquisado teoricamente pode levar mais pessoas ao seu site, mas também terá uma concorrência muito maior.

Por isso, no início, foque em palavras-chave mais específicas e com baixa dificuldade. Assim, terá mais chance de aparecer na primeira página de resultados. Quando já estiver mais estabelecido, poderá disputar com seus concorrentes palavras-chave gerais e mais procuradas.

3 – Analise seus concorrentes

Em qualquer mercado, é preciso estar ciente do que seus concorrentes estão fazendo. No editorial não é diferente. É necessário saber como outros autores de sucesso se colocam no mercado e aprender com eles.

Pesquise suas palavras-chave no Google e abra os 3 primeiros resultados orgânicos, isto é, que não são anúncios. Estude como esses sites apresentam o conteúdo, a quais dúvidas respondem e o tamanho desses textos.

A partir da pesquisa, você entenderá melhor como abordar o tema. Também é uma maneira de descobrir sobre quais assuntos seus concorrentes não estão falando. Explore as brechas deixadas por eles para produzir um conteúdo único e com mais chances de um bom posicionamento.

Atenção: se inspire nas páginas que achar, mas não as copie. O Google sabe quando você comete plágio e pode penalizar seu site caso ocorra com frequência.

É essencial ser autêntico. Dessa maneira, consegue atrair um público que realmente esteja interessado em você e no seu trabalho como escritor.

4 – Escreva um conteúdo original

Depois de analisar a concorrência, é hora de superá-la fazendo o que você faz de melhor: escrever. Produza um conteúdo original e atrativo, que sane as questões e necessidades dos seus leitores.

Um conteúdo mais extenso, completo e detalhado do que os observados na sua análise são uma boa aposta. Você também pode escrever por uma perspectiva diferente, trazendo exemplos e vivências particulares. Outra opção é trazer assuntos mais específicos e pouco abordados no seu nicho.

O importante é que seu conteúdo se diferencie, seja pela qualidade das informações ou pela novidade delas!

Não se esqueça de checar a gramática para não cometer erros de português. Um texto de qualidade é a base de todo SEO.

5 – Otimize os títulos e subtítulos

Agora que já tem seu conteúdo escrito, é hora de utilizar elementos do seu texto mais estrategicamente. Uns dos mais significativos são os títulos e subtítulos.

Assim como na escolha de um título de livro, o título do seu post deve ser muito bem pensado. Ele deve conter a palavra-chave escolhida, deixar claro o que você vai abordar no texto e ainda convidar à leitura.

Já para os subtítulos, pense nas buscas relacionadas à palavra-chave. Utilize os subtítulos para hierarquizar as informações do seu texto, dividindo-o em seções. Eles também devem ser atraentes e informar o que será abordado no texto abaixo.

O título do seu post deve ser indicado pela heading tag H1, para que os buscadores o entendam como título principal. Já os subtítulos devem seguir a ordem H2, H3, H4, H5 e H6, conforme a hierarquia que definiu para seu conteúdo.

Atenção: apenas aumentar a letra dos títulos e subtítulos não informa nada aos buscadores. É de extrema importância utilizar as tags corretas. 

6 – Otimize seu conteúdo para leitura

Escrever um livro é um pouco diferente de escrever um post para blog. Certifique-se de que seu texto no site esteja otimizado para leitura online. Aqui estão alguns pontos aos quais se atentar:

  • Evite parágrafos muito longos;
  • Utilize negritos para destacar informações;
  • Prefira frases curtas e diretas;
  • Alinhe o texto à esquerda;
  • Utilize subtítulos;
  • Utilize listas e bullet points;

Esses detalhes tornam seu texto mais “escaneável”, ou seja, mais fácil de ler. Uma leitura dinâmica não cansa o leitor, fazendo com que ele permaneça na página por mais tempo.

7 – Utilize diferentes mídias

Inserir imagens e vídeos no seu texto deixa seu conteúdo mais envolvente e diversificado. Desse modo, você conseguirá manter o interesse dos seus leitores.

Utilizar imagens estrategicamente pode aumentar suas chances de aparecer nas pesquisas. Afinal, o Google tem uma aba dedicada apenas à pesquisa de imagens.

É imprescindível inserir o texto alternativo (alt text) para descrever sua foto, infográfico ou ilustração. Além de ser uma ferramenta de acessibilidade, é um modo dos buscadores entenderem a imagem, podendo a partir disso mostrar ou não seu site em pesquisas.

Por isso, tente colocar sua palavra-chave tanto no nome do arquivo de sua imagem quanto no texto alternativo. Dessa forma, a probabilidade de aparecer na página de resultados na aba Imagens é maior.

8 – Faça links internos

Links internos são um ótimo modo de ajudar o leitor a navegar pelo seu site. Faça links entre as páginas do seu blog para apresentar conteúdos relevantes e aprofundados.

Além de melhorar a experiência do seu público, os links internos ajudam os buscadores a entender a estrutura do seu site. Ao fazer links internos, você oferece mais caminhos para o Google encontrar a página linkada.

Ao linkar para outra página, é preferível que o texto onde está o link, o texto de âncora, seja atrativo e descritivo. Prefira textos de âncora mais longos, que façam sentido para a página de destino.

Exemplo: ao invés de um simples clique aqui, prefira algo como confira 7 dicas para dedicatória de livro.

9 – Preste atenção a title tags e metadescrições

Essa é uma técnica um pouco mais avançada, mas muito importante! Dê uma atenção especial a sua title tag e metadescrição.

A title tag é diferente do título do seu post, indicado por H1, que abordamos anteriormente. Ao invés de aparecer no seu site, a title tag é o título que aparece nos resultados do Google.

Já a metadescrição é o texto que aparece logo embaixo da title tag. Ela serve para apresentar o conteúdo que será abordado na página

exemplo de title tag e metedescrição para SEO
Title tag e metadescrição de um post da Viseu

Na imagem acima, “Como escrever uma dedicatória de livro” é a title tag, e o texto logo abaixo dela a metadescrição.

Sendo assim, é de extrema importância que esses dois elementos sejam atrativos para o leitor. Não se esqueça de colocar sua palavra-chave em destaque.

Os textos devem ser curtos, para que não sejam cortados. A title tag deve ter no máximo 60 caracteres e a metadescrição entre 140-160.

Técnicas de copywriting podem ser muito úteis para definir esses elementos.

10 – Utilize as redes sociais

As técnicas SEO, para além de posicionamento no Google, são ferramentas para construção de autoridade digital. Para isso, é preciso também uma forte presença nas mídias digitais.

Se você deseja escrever livros infantis, por exemplo, as redes sociais são onde encontrar seus leitores. De acordo com um estudo do TIC Kids Online Brasil, 88% das crianças entre 9 e 17 anos têm perfis em redes sociais.

Mantenha-se ativo, faça postagens interessantes que chamem a atenção do seu público e o direcione para seu site. Essa rotina e dedicação irá aumentar o tráfego de suas páginas e a busca pelo seu nome.

Linke também suas redes sociais no seu site, para que as pessoas possam te encontrar mais facilmente. As mídias sociais irão aproximar você de seus leitores, permitindo que crie uma relação de confiança ainda maior com uma comunidade interessada no que você tem a dizer.

Utilizar as técnicas de SEO pode ser trabalhoso, mas, se bem aplicadas, elas podem alavancar tanto seu reconhecimento quanto a venda de seus livros.

Nesse post, você descobriu diversas técnicas de SEO muito poderosas, como a busca de palavras-chave, o uso de links internos, a otimização de conteúdo e muito mais!

Esperamos que com essas dicas você consiga maior visibilidade e destaque no mercado editorial. Continue sua jornada no mundo do marketing digital e baixe nosso Guia de Marketing para Escritores

Compartilhar

Outros Artigos

Saiba o que faz um editor de livros
Dicas de publicação

Editor de livros: quem é e o que faz?

A figura do editor de livros pode parecer um tanto nebulosa para muitos autores. Afinal, quem é esse profissional e o que ele faz? O

PUBLIQUE SEU LIVRO

Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!