Pular para o conteúdo
Livro de Romance - Casal se beijando em uma ponte - Editora Viseu

Romance: um guia completo sobre o gênero!

Escrever um livro de romance em pleno século XXI pode ser um desafio para alguns escritores que visam um destaque no mercado literário, pois, além de estarmos rodeados de histórias excelentes que são publicadas todos os dias, os livros de romance também “competem” com os grandes clássicos e canônicos lançados há séculos atrás.

Diante deste desafio, como buscar um lugar de destaque através de uma história de romance capaz de conquistar o público?

O que leva um livro a se tornar um Best Seller? Qual a estrutura que um livro de romance precisa ter para preencher os requisitos de um bom livro?

Essas e muitas outras questões serão respondidas neste artigo, cujo objetivo é ser um guia completo sobre tudo o que você precisa saber a respeito do tema Romance.

Antes de iniciarmos os esclarecimentos de quaisquer dúvidas relacionadas ao tema, precisamos desmistificar algumas crenças que ainda persistem na linguagem das pessoas quando o assunto é livro de romance.

Índice do Artigo

Qual a diferença entre o Gênero Romance e o Livro de Romance?

Quando você pergunta para alguém: “O que você está lendo no momento”, e a pessoa responde “Estou lendo um romance”, o que lhe vem à mente? 

Bem provável que assim como a maioria das pessoas, inclusive escritores, você pense que a pessoa está consumindo um conteúdo relacionado a alguma história de amor, certo?

Errado! O gênero romance é caracterizado por ser uma narrativa longa, composta por um enredo, personagens e conflitos que dão dinâmica ao relacionamento a esses personagens.

Uma história longa que retrata um tema relacionado a terror, suspense, ação, aventura, também pode ser chamada de romance, por conta de sua estrutura, e não necessariamente porque a história conta com um caso de amor.

Por mais redundante que possa ser, os livros que contém um conto longo que retrata uma história de amor, são chamados de Romance Romântico.

Dessa forma, pode-se dizer que Romance Romântico (livro de romance) é apenas um tipo ou categoria do Gênero Romance.

Mais adiante neste artigo você vai ver outros tipos de romances existentes na atualidade.

O que é romance, afinal?

No universo literário, romance é gênero textual composto por uma narrativa longa com enredo, tempo, espaço, personagens e conflitos. Um romance pode ter um conteúdo fictício ou mesclado com a realidade.

No sentido real da palavra, romance nada mais é do que um caso de amor entre pessoas.

Por este motivo lexical (significado), muitas pessoas acabam por confundir o sentimento romântico com o gênero literário Romance, que não necessariamente possui um caráter ligado ao amor entre pessoas. 

Separamos para você um vídeo completo com uma das melhores explicações teóricas para quem quer entender de forma profunda a estrutura do gênero Romance. 

Este vídeo é do canal do Prof. Fagner Araujo. Confira o conteúdo!

O que é um livro de romance?

Livro de romance é uma narrativa longa cujo enredo aborda uma história de amor que envolve um ou mais personagens, criando conflitos e uma dinâmica narrativa capaz de prender a atenção do leitor na história.

Apesar dos diferentes desdobramentos da palavra “Romance” que vimos até aqui, o objetivo deste artigo é abordar assuntos relacionados ao livro de romance, ou seja, temas que tratam sobre Romance Romântico.

O que um livro precisa ter para ser romance?

A estrutura de uma narrativa de um livro de romance precisa apenas gravitar em torno de um caso de amor.

Um livro de caráter realmente romântico precisa conectar todos os elementos do enredo a fim de que todos possam corroborar para o mesmo alvo, que nada mais é do que o caso de amor.

Uma narrativa que apenas contém um caso de amor de modo secundário, ou seja, que não é o foco principal da obra, não pode ser considerada um romance romântico, isto é, um livro de romance.

O objetivo final do verdadeiro livro de romance é o desfecho relacionado ao caso de amor entre os personagens principais da obra.

Quantas páginas deve ter um livro de romance?

Quando se trata de literatura, o número de páginas de uma obra é apenas uma informação relativa, pois dependendo da postura escrita do autor, poucas páginas podem ser suficientes para expressar uma história de amor completa, enquanto que um livro muito longo possa ser maçante e não necessariamente cumprir com o objetivo de entregar uma boa história aos leitores.

Contudo, com base em uma média geral feita a partir de romances publicados, podemos dizer que um bom livro de romance precisaria ter entre 200 e 700 páginas.

É importante lembrar que, o fato de estabelecermos uma média não significa criar uma regra.

Conforme mencionamos anteriormente, um romance curto pode ser muito mais efetivo em sua construção narrativa do que um romance de 1.000 páginas, por exemplo.

O grande segredo em relação ao tamanho é não se preocupar com ele. A preocupação com o tamanho da obra pode bloquear a sua criatividade, exigindo de você mais do que você precisaria escrever.

Qual o maior livro de romance da história?

O autor Marcel Proust (1871-1922) escreveu a obra “Em busca do tempo perdido”, que segundo o portal Super Interessante, conta com mais de 9,6 milhões de caracteres (contando também os espaços).

A nível de curiosidade, considerando que uma página A4 cabem 2500 caracteres, o livro Proust teria o equivalente a mais de 3.840 páginas escritas.

Quais são os tipos de romance?

Descrevemos abaixo os 7 tipos principais de romance. Veja quais são:

  • Romance Romântico
  • Romance Histórico
  • Romance Realista
  • Romance Naturalista
  • Romance Indianista
  • Romance Urbanista
  • Romance Policial
 

Ao final deste artigo, você encontra um guia em forma de FAQ que aborda cada um desses tipos de romance para que você entenda as diferenças

Qual o melhor tipo de narração para o meu livro de romance?

Existem 3 tipos de narração muito utilizados nos gêneros relacionados à prosa, que são eles:

  • Narrador Onisciente: No qual o autor sonda e expressa os sentimentos e pensamentos dos personagens na obra. Escrito em 3ª pessoa.
  • Narrador Observador: Na qual o autor apenas apresenta as interações entre os personagens sem apresentar detalhes psicológicos, deixando a interpretação pela responsabilidade do leitor. Escrito em 3ª pessoa.
  • Narrador Personagem: No qual o próprio personagem narra a história em 1ª pessoa (EU).

Se você quer saber como utilizar cada um desses tipos de narração, acesse nosso guia sobre os Tipos de Narrador.

O que não pode faltar em um livro de romance?

Um livro de romance romântico não pode existir sem um drama que põe em duelo o bem e o mal em volta de um caso de amor entre duas ou mais pessoas.

A história de amor “bem sucedida” é o epicentro de um livro de romance.

Por mais que haja histórias com desfechos inusitados, é comum ao ser humano ter a esperança de que “no fim tudo acaba bem”.

Quais são os principais romancistas brasileiros (autores de romance do Brasil)?

O Brasil é um celeiro de ótimos autores do gênero romance. Desde a popularização da literatura, cada vez mais vemos grandes autores em ascensão no mercado literário.

Contudo, os autores que se consagraram e publicaram obras que vieram a se tornar cânones da literatura romântica brasileira foram esses listados abaixo:

  • Aluísio Azevedo
  • Álvares de Azevedo
  • Augusto dos Anjos
  • Carlos Drummond de Andrade
  • Castro Alves
  • Cecília Meireles
  • Érico Veríssimo
  • Euclides da Cunha
  • Graciliano Ramos
  • Gregório de Matos Guerra
  • João Guimarães Rosa
  • Jorge Amado
  • Lima Barreto
  • Manuel Bandeira
  • Mario Andrade
  • Monteiro Lobato
  • Tomás Antônio Gonzaga
 

O que é um romance fechado?

Este tipo de romance é aquele em que o autor fornece todas as informações que o leitor precisa para entender a cena narrada, ou seja, sem deixar margem para outras interpretações.

No romance fechado, o autor quer que o leitor acompanhe seu ponto de vista, preenchendo assim qualquer lacuna de dúvida que o leitor possa ter.

Romance fechado é, obviamente, o oposto do romance aberto, cuja escrita apresenta informações vagas ao leitor, abrindo margens para suas próprias interpretações das cenas narradas.

Quais são os cinco principais elementos de um romance?

Um romance, assim como qualquer outra obra de ficção em prosa, precisa ter os 5 elementos abaixo para estar em uma “estrutura psicologicamente legível” ao leitor.

  1. Tempo
  2. Lugar
  3. Enredo
  4. Personagens
  5. Conflitos
 

Mais adiante neste artigo vamos comentar cada um desses elementos para que você entenda a real importância do planejamento da escrita do seu livro de romance.

Como escrever um romance?

Vamos então à parte prática do nosso conteúdo. Separamos aqui uma série de dicas para auxiliar você a planejar seu livro de romance, e assim obter sucesso na conclusão do seu livro.

Procure escrever uma história original

Criar uma boa história pode ser algo relativo, pois sabemos que nem tudo o que é agradável aos olhos de uns, também serve para outros.

Porém, existe algo que não foge aos olhos do público leitor atento: os clichês. Fuja deles! 

Escrever um livro que realmente conquiste o público vai depender da sua criatividade em criar algo que ainda não foi contado, um romance original.

A busca pela originalidade é o melhor dos caminhos. Assim, você não corre o risco de ser classificado como alguém que apenas “reescreveu” um enredo antes escrito por outro autor.

Inspire-se em eventos da vida real

Agora que você entendeu a importância de escrever algo original, quem sabe você se perguntou, “Mas onde vou achar inspiração para isso?”.

A vida real das pessoas é um prato cheio de histórias ricas em detalhes e sentimentos capazes de inspirar você a recriá-las a partir de sua visão de mundo.

Tudo o que as pessoas vivem em seu dia a dia pode inspirar os diferentes conflitos que você pode registrar em seu livro de romance.

Esteja atento ao que as pessoas dizem, às histórias que elas relatam, pergunte detalhes, pergunte o que elas sentiram, sonde seus pensamentos e não se esqueça de algo muito importante: Registre tudo para não perder informações valiosas.

Encontre o seu estilo de escrita

A forma como você irá escrever seu romance irá dar uma personalidade única a sua escrita.

Uma das coisas que nós editores sempre recomendamos aos autores que nos seguem é: Inspire-se a partir de outras obras do gênero que você almeja escrever.

Dessa forma você vai ter uma referência sobre qual o tipo de linguagem poderá utilizar.

Contudo, fique atento para não seguir na linha da cópia, arriscando perder a sua originalidade.

Existem alguns tipos de construção de escrita de livros de romance que farão você formatar sua obra de uma forma original. Iremos entender cada um desses tipos de escrita.

Romance monofônico ou polifônico

Neste tipo de escrita o foco está sempre centrado no personagem principal, o protagonista. Todos os eventos ligam-se a ele, bem como todos os conflitos e desfechos.

Geralmente, um romance monofônico é escrito com uma narração onisciente, ou seja, na qual o autor sonda os pensamentos dos personagens, prevendo tudo o que pode acontecer.

Dessa forma, fica mais fácil focar em um mesmo personagem, já que a própria narração detalha imagens e pensamentos do personagem.

Na contramão do romance monofônico, o romance polifônico consegue dar foco a mais personagens.

Neste tipo de romance, outros personagens podem ganhar tamanha visibilidade a ponto de muitas vezes inibir até mesmo a presença do personagem principal do romance.

E você? Qual desses tipos você costuma utilizar para escrever seus contos?

Romance progressivo ou analítico

Este tipo de escrita de livro de romance é caracterizado pela descrição linear dos fatos, de modo que o leitor acompanha a história sempre atento ao passo a passo percorrido pelos personagens.

Geralmente este tipo de romance apresenta detalhes do espaço em que os personagens estão inseridos, dando detalhes sórdidos dos objetos, descrevendo as expressões das pessoas, e enriquecendo a escrita com descrições da cena.

Um romance progressivo faz o leitor acompanhar a cena, metaforicamente falando, em “câmera lenta”, podendo então perceber cada mínimo detalhe.

romance analítico, por sua vez, não foca tanto nos detalhes da ação, mas sim nas consequências dessas ações.

O romance analítico mostra os impactos que os personagens vivem após um determinado evento.

É como se o autor descrevesse, por exemplo, um veterano de guerra vivendo os traumas das lutas em campo de batalha, sem necessariamente descrever como a luta aconteceu, quais armas, qual cenário, quais dores, etc.

Romance psicológico

Por fim, este último tipo diz respeito a uma descrição sentimental e intrínseca da mente do personagem.

O autor explora os pensamentos mais recônditos, e baseia sua obra inteiramente na perspectiva psicológica do personagem.

Neste tipo de romance, não há interferência de conflitos externos ou de pontos de vistas extras na construção da obra, pois todo o enredo é narrado a partir da ótica do personagem principal.

Construa a base psicológica dos seus personagens

Agora que você já estudou sobre o tipo escrita para o seu livro de romance, chegou a hora de falar dos elementos mais importantes do seu enredo: os personagens.

Como Editora de Livros, somos procurados por diversos escritores em fase de produção de suas obras, e muitos deles voltados ao gênero romântico.

Dentre as diversas dúvidas que sanamos, existe um conselho essencial que damos a todos:

Construa a base psicológica dos seus personagens, e vamos dar um exemplo real que certamente você já viveu.

Sabe quando você conhece muito bem uma pessoa a ponto de saber o que ela vai falar ou como vai agir em determinada situação? Isso se chama intimidade

Você conhece tanto essa pessoa a ponto de mapear suas reações, sabendo como ela iria reagir a determinados eventos.

O mesmo ocorre com os personagens dos livros. Você precisa listá-los, descrever suas características psicológicas a fim de conhecê-los intimamente.

Dessa forma fica mais fácil atribuir falas a este personagem, ou até mesmo seguir com o rumo da sua história. 

Se você quer detalhes de como fazer isso, nós criamos um Guia Completo de Como Desenvolver Personagens.

Planeje com cuidado os elementos do seu enredo

Enredo é a essência da sua obra, ou seja, quais ações vão acontecer com os personagens, onde irão acontecer, e como tudo vai terminar?

Tudo isso está alinhado a uma série de elementos que um enredo de livro de romance geralmente possui:

  • Personagens (dos quais já falamos anteriormente)
  • Tempo
  • Espaço
  • Conflito
  • Clímax
  • Desfecho
 

Planejar um enredo vai exigir de você um estudo sobre cada um desses itens, por exemplo:

  • Tempo: Em qual parte da história o seu romance vai acontecer? É um romance urbano ou de época?
 
  • Espaço: Aqui você planeja os lugares em que o romance acontecerá? Planeje os ambientes, as cidades pelas quais os personagens passarão. Em qual país os  seus personagens nasceram e cresceram? 
 
  • Conflitos, Clímax e Desfecho: Esses são elementos dinâmicos da obra. Liste os conflitos nos quais os personagens irão atuar, quais problemas eles enfrentarão? Quando se fala de clímax, trata-se do ponto mais alto do conflito, que pode ser: a morte, a luta, a ressurreição, a cura, enfim, tudo que leve o leitor ao momento de maior tensão na obra. Por fim, o desfecho, é o ponto em que os ânimos se acalmam e todas as consequências aparecem. Desfecho nada mais é do que acontece no final de cada conflito.
 

Criamos um guia especial para você que deseja Planejar o seu Enredo. Aqui você vai encontrar informações mais detalhadas sobre como projetar cada elemento do seu livro de romance.

Escolha pessoas com olhar crítico para avaliar sua obra

Uma das formas mais confrontadoras de avaliar a sua obra é a partir do olhar de pessoas críticas capazes de fornecer um feedback racional sobre o seu livro.

Escolha pessoas confiáveis e que realmente sejam leitores assíduos para que leiam seu livro de romance, e assim pontuem detalhes que possam ser melhorados.

Este processo é importantíssimo antes do envio do seu livro para a Editora.

Fique atento às dicas para autores da Editora Viseu

Nosso trabalho é manter você nutrido com conteúdos que auxiliem no seu processo de escrita, por isso temos conteúdos para escritores de todos os níveis, desde os mais experientes, até aqueles que estão dando os primeiros passos.

Aqui em nosso conteúdo você vai encontrar:

 

Dentre muitos outros assuntos pertinentes ao universo literário. Fique ligado em nossos posts semanais.

Perguntas Frequentes sobre o Gênero Romântico

O que é Romance Romântico?

Neste tipo, o enredo tem como foco uma história de amor, de modo que todos os demais elementos deste enredo apontam para o desfecho dessa história. É muito comum no romance romântico haver a dualidade entre o bem e o mal. O romance romântico é o responsável pelos registros do pensamento humano relativo à postura do herói na humanidade, geralmente ligada à figura do homem.

O que é Romance Histórico?

Este tipo de romance apresenta uma riqueza de detalhes históricos que visam registrar os hábitos e culturas de uma época e lugar do passado.

O que é Romance Realista?

Este tipo é geralmente marcado por uma história cujos aspectos denunciam uma falha moral da sociedade. As críticas sociais às instituições, poderes e pessoas são temas chaves neste tipo de romance. Por causa do apego à realidade dos fatos, os personagens são construídos de forma totalmente “transparente”, sem floreios idealistas ou definições heroicas.

O que é Romance Naturalista?

Na mesma linha do romance realista, o naturalismo visa abordar um aspecto quase que “Animalesco” dos personagens do enredo, retratando a realidade de um modo altamente detalhado, sem preocupar-se com a interpretação sobre a visão estética das pessoas. Este tipo de romance é o que mais explora a natureza humana em sua totalidade, e o que mais se afasta da visão heroica e romantizada do ser humano.

O que é Romance Indianista?

Liderado pelo autor José de Alencar, o romance indianista foi difundido na literatura brasileira do século XIX com obras que retratavam a figura do índio como herói. Após anos de colonização, o índio passou a ser visto com um olhar mais estético, com exaltação à natureza e com seus costumes mais adaptados ao olhar europeu.

O que é Romance Urbano?

Este tipo de romance, que também tem o século XIX como época de sua difusão, concentrava em abordar histórias de amor, com um fundo histórico rico em detalhes sobre os costumes burgueses, tratando sobre dispostas socioeconômicas e diferenças de classes sociais. Uma das principais características do romance urbano é o amor como ápice do desfecho das tramas (final feliz).

O que é Romance Policial?

Caracterizado pelo teor investigativo e matemático, o romance policial concentra-se em riqueza de detalhes para que o leitor acompanhe evidências criminais com maior atenção. Em geral, o romance policial não tem foco em histórias de amor, mas sim na forma linear como constrói suas cenas, de modo a conduzir o leitor ao desfecho de forma processual. Sherlock Holmes é sem dúvidas um dos melhores exemplos para ilustrar o que realmente significa Romance Policial.

Compartilhar

Outros Artigos

Saiba o que faz um editor de livros
Dicas de publicação

Editor de livros: quem é e o que faz?

A figura do editor de livros pode parecer um tanto nebulosa para muitos autores. Afinal, quem é esse profissional e o que ele faz? O

PUBLIQUE SEU LIVRO

Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!