Pular para o conteúdo
Manuscrito de Livro - Homem com olhar pensativo em uma escrivaninha com celular na mão

5 erros que você não pode cometer no manuscrito do seu livro

Nós lidamos todos os dias com autores estreantes no cenário literário e você pode ter a certeza que já ouvimos de tudo quando se trata de como fazer um manuscrito de livro.

 

As pessoas escrevem das formas mais variadas possíveis e isso, até então, não representa nenhum problema, pois não há uma forma certa ou um padrão a ser seguido na hora se montar um manuscrito de livro.

 

Contudo, você pode ter certeza de um fato:

Existem práticas que muitos escritores fazem sem perceber que colocam seus conteúdos em grande risco.

Perda de conteúdo, problemas com equipamentos, confusão na hora de redigir dois ou mais manuscritos ao mesmo tempo, aplicativos não confiáveis, editores de textos sem recursos de segurança, dentre muitos erros que vamos mostrar neste conteúdo.

 

Antes de tudo, vamos entender o início de tudo. A arte literária surge nas ideias e, só então, parte para sua etapa de criação, o manuscrito, também conhecido como “Original”.

 

Vamos entender alguns conceitos necessários e entender quais erros não se pode cometer quando se está na etapa de escrita do seu original.

 

O que é o manuscrito de um livro?

O Manuscrito de um livro é o rascunho da obra, ou seja, é a versão original sem interferências editoriais que expressa a visão pura do autor. 

 

O termo manuscrito é muito antigo e remete a um documento “escrito a mão”, que é uma prática cada vez menos comum em tempos de avanços tecnológicos. 

 

A palavra manuscrito tem sido substituída por “original”, que diz respeito à versão primária do livro antes das etapas editoriais. Agora confira os erros que você não deve cometer ao escrever seu manuscrito.

 

Fique atento aos conteúdos das próximas seções. São dicas que certamente vão deixar seu original mais seguro e preparado para as futuras etapas de publicação.

Índice do Artigo

5 erros que não se pode cometer ao escrever um manuscrito de livro

Se você é autor ou autora, sem dúvida, não pode fazer o que vamos trazer nas próximas seções. São dicas que certamente deixarão seu original mais seguro e pronto para as futuras etapas de publicação.

1. Escrever um livro no blocos de notas do celular

Nós sabemos que nem todos têm à sua disposição um computador de mesa ou notebook para iniciar a escrita de um livro.

Na falta de um dispositivo ideal, as pessoas recorrem àquilo que está logo ali, na palma da mão, o smartphone.

Os smartphones são extremamente úteis para escritores, mas também podem servir de armadilha, por isso, fique atento(a).

Se você dispõe de apenas um smartphone como instrumento de escrita, procure baixar apps de escrita confiáveis que permitam criar uma conta em nuvem (armazenamento virtual), ou seja, que você possa acessar essa conta a partir de outros dispositivos.

Assim, mesmo se você perder, trocar, ou tiver problemas com seu celular, você poderá acessar o aplicativo em outro dispositivo e, assim, resgatar o conteúdo que você salvou.

O grande erro dos escritores que usam o celular para escreverem seus originais é quando usam os aplicativos nativos como o Bloco de notas, por exemplo.

Ao usar o bloco de notas, você deve estar ciente de que seu conteúdo estará armazenado apenas no celular.

Dessa forma, caso você perca ou tenha danos na placa do seu dispositivo, você corre o risco de perder o conteúdo e não conseguir recuperá-lo em outra ocasião.

2. Usar editores de texto que não salvam conteúdos antigos

Já recebemos queixas de muitos escritores que, mesmo tendo a sua disposição as melhores tecnologias para escreverem seus originais, não tiveram sabedoria para escolher o editor de texto ideal para seus manuscritos.

Escrever em um editor é seguro, sem dúvidas, porém, você já imaginou cometer um erro e apagar a sua pasta de arquivos, ou substituir um arquivo de forma errada, apagando o arquivo original por falta de atenção?

Erros assim podem acontecer e, o pior de tudo, é que nem todos os editores de texto como o Microsoft Word, BR Office ou Libre Office possuem um sistema de backup de versões antigas para você recuperar dados perdidos.

Nesse caso, novamente reforçamos que o uso de um sistema em nuvem (armazenamento on-line) é a melhor escolha para você deixar seu conteúdo seguro.

Duas opções que você pode usar para escrever seu manuscrito de livro são o Google Docs e o Microsoft Office 365.

Ambos os sistemas são editores de textos on-line, ou seja, se você já tem uma conta Google, basta acessar o seu Drive, e criar um novo documento.

No novo documento, você pode escrever quantas páginas quiser e mesmo que apague algum conteúdo por acidente, o sistema permite você buscar uma versão anterior e resgatar todo o seu conteúdo perdido.

3. Escrever à mão sem os devidos cuidados com as folhas físicas

A boa e velha escrita à mão ainda é apreciada por muitos autores que não são vítimas da pressão do tempo.

São pessoas que preferem dedicar um momento de qualidade para si mesmas, escrevendo a punho, tendo contato físico com sua arte.

Como dissemos anteriormente, não há uma forma padronizada para se escrever um manuscrito de livro, porém, você precisa observar 2 fatores nesse tipo de prática:

  • Você precisará ter cuidado com a forma como você guarda seus escritos para evitar que estraguem com o tempo, umidade, ou até mesmo de roubos da sua propriedade intelectual.
  • Caso você opte por transformar o seu manuscrito em um livro de verdade, será necessário passar todo o conteúdo a limpo, pois, atualmente, as editoras só aceitam conteúdos digitalizados. Dessa forma, você terá dois trabalhos, o de escrever a mão e o de “passar a limpo” em um editor de texto comum.
 

Entendemos que muitas pessoas têm limitações quanto ao acesso à tecnologia, por isso, não escrevemos este alerta no intuito de condenar a prática da escrita a mão, mas sim, para alertar sobre os riscos de perda de conteúdo.

Para você que apenas escreve à mão, mas tem o sonho de publicar sua obra, é importante lembrar que existem pessoas que oferecem o serviço de digitação, caso você tenha dificuldades com recursos tecnológicos.

No entanto, tome cuidado e tenha certeza de que tais profissionais são de sua confiança para que seu conteúdo não caia nas mãos de pessoas que se apropriem do seu manuscrito de livro.

4. Confiar em editores independentes que prometem a publicação da sua obra

Recebemos com muita frequência as reclamações de escritores que tiveram a trágica experiência do conteúdo roubado.

São pessoas que confiaram em editores de livros independentes que prometem a publicação da sua obra, recebem o dinheiro do serviço e depois não prosseguem com o projeto.

Em alguns casos, o autor perde até os direitos autorais da obra por confiar em alguém que se dizia profissional do ramo de edição de livros.

Não acredite em tudo o que você ouve ou vê na internet. Existem muitas pessoas mal intencionadas que se autointitulam editores, mas que na verdade não possuem estrutura para atender uma grande demanda de autores.

Além de você correr o risco de perder seus recursos financeiros, você também pode ter seu livro publicado sem a merecida qualidade e isso é crucial para as suas vendas.

Diante disso, como escolher uma editora confiável? É simples, você precisa pesquisar o depoimento dos autores dessas editoras.

O maior termômetro de uma empresa são os seus clientes. Se uma editora possui milhares de autores publicados, e se os seus títulos estão nas principais lojas virtuais e físicas, certamente você está diante de uma editora idônea e responsável.

5. Não saber driblar os bloqueios de criatividade

Você já passou pela situação de estar escrevendo e de repente tem uma “pane” de ideias?

Geralmente, as pessoas pensam que escrever um livro é difícil por causa de situações assim.

A história não flui, ou você escreve, porém, logo apaga tudo, porque não se agradou do conteúdo?

Existem muitos fatores que causam o bloqueio da nossa criatividade, mas o principal deles é o fator emocional resultante do estresse.

Sim, o estresse é um estado emocional que eleva hormônios como o Cortisol, por exemplo, que é responsável pela inibição das nossas redes neurais relacionadas à criatividade.

Muitas pessoas em situação de enfermidade, problemas familiares, depressão ou problemas financeiros elevam seus níveis de estresse e, por este motivo, prejudicam todas as suas atividades relacionadas à criatividade.

Existem muitos autores que entram em contato com a Editora Viseu procurando ajuda sobre como continuar seus livros, pois em um dado momento pararam devido às circunstâncias da vida.

Nosso conselho é: existe tempo para tudo! Há tempo para escrever, mas também há tempo para dar uma pausa e se concentrar na resolução de outros problemas.

Muitos Best Sellers foram sacrificados por autores que desistiram dos seus manuscritos de livros no meio do caminho, por causa de bloqueio de criatividade decorrente de grandes períodos de stress.

Não queremos que você seja mais um desses autores. Se o seu livro esperou até agora, certamente ele poderá esperar mais um pouco até você resolver suas questões emocionais.

A obra principal é você! Sem você, não há livro, não há editora, não há literatura!

A Editora Viseu leva a sério o manuscrito de livro de seus autores

Ao longo desses 12 anos de mercado editorial, não teve um autor sequer que não tenha sido levado a sério em relação ao seu conteúdo original.

Nossos editores acompanham os escritores desde sua fase de finalização de seus originais até a etapa de lançamento do livro.

Temos uma política de privacidade muito restrita para que as informações de nossos autores sejam protegidas e, assim, fiquem longe do risco de plágio ou roubo de propriedade intelectual.

Temos todos os nossos projetos pautados em contratos com a devida revisão jurídica para resguardar nossos direitos quanto editora, bem como os direitos do autor do livro diante da publicação de sua obra.

Se você hoje busca uma editora de livros confiável e capaz de conduzir o seu projeto editorial com muita seriedade e profissionalismo, colocamo-nos à disposição para conversarmos sobre essa parceria.

Acompanhe as publicações do nosso blog e fique por dentro dos melhores conteúdos sobre o mercado editorial. Aproveite e confira nosso guia completo sobre como publicar um livro!

Compartilhar

Outros Artigos

PUBLIQUE SEU LIVRO
Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!