Pular para o conteúdo
O que é e para que serve um manuscrito

Descubra o que é um manuscrito e para que ele serve

Você sabe o que é um manuscrito? É uma forma de redação de documentos muito comum, antes do advento da prensa tipográfica e, principalmente, antes da invenção do computador e do celular.

Entretanto, ainda hoje os manuscritos despertam paixão em autores e escritores que preferem redigir seus rascunhos à mão. Esses documentos também funcionam como base histórica de pesquisa sobre personalidades, fatos e eventos que mudaram o curso da história.

Dessa forma, saber o que é, para que serve e qual a importância do manuscrito é fundamental para quem quer se destacar no mundo editorial com obras de qualidade. Se você é uma autora ou autor que tem esse objetivo, não perca uma só vírgula deste texto.

O que é o manuscrito?

O manuscrito é um documento redigido, escrito ou copiado a mão. A palavra vem do latim manu, que significa mão, e scriptus, que é igual a escrever. Originalmente, um manuscrito não é um documento feito para ser publicado, tendo mais uma intenção pessoal ou histórica.

Por outro lado, no mundo editorial, o manuscrito já é visto com uma intenção de publicação, sendo um conceito que remete ao texto original do autor. Ou seja, o manuscrito de livro é aquele conteúdo entregue pelo escritor à editora para ser revisado ou editado por outros profissionais.

Dessa forma, é possível que chegue à sua memórias as imagens de manuscritos em pergaminhos, típicos da Antiguidade e da Idade Média, ou mesmo a folha de papel tão comum em cadernos e livros.

A verdade é que esse modelo está perdendo espaço para outros tipos de suportes, devido ao avanço tecnológico. Primeiro, com a invenção da impressão tipográfica de Gutenberg. Mais recentemente, o advento do computador e do celular trouxeram novas perspectivas para realizar a escrita.

Porém, ainda que ocorra a mudança do papel para a tela, os textos redigidos no teclado também são considerados manuscritos.

Para que serve o manuscrito?

O manuscrito foi concebido como uma espécie de documento histórico. Ele também pode ser visto como uma expressão artística. Assim, o manuscrito serve com uma pequena fresta na janela da história, destacando desde memórias pessoais e íntimas a fatos históricos.

Por exemplo, imagine conhecer a caligrafia do Machado de Assis ou da Van Gogh e com isso perceber traços da personalidade deles? Não seria maravilhoso ter acesso aos sentimentos e emoções mais profundas de figuras que você admira?

Esses documentos são inestimáveis para você que quer saber como criar livros de ficção baseados em fatos reais. Com isso, sua história tem mais chances de acertar em cheio o coração do leitor.

O manuscrito tem essa magia, seja através de papéis, na tela do computador ou por intermédio de conteúdos e documentos salvos em nuvens tecnológicas.

Quais são os tipos de manuscrito?

Agora que você já sabe o que é um manuscrito e para que ele serve, vou te apresentar alguns tipos de manuscrito. A lista abaixo é composta pelos modelos mais comuns.

1) Manuscrito de livro

Se você está escrevendo algum material e pretende publicá-lo em formato de livro físico ou digital, então você está fazendo um manuscrito de livro.

Esse tipo de manuscrito é enviado para um editor ou editora, passa por todo processo de editoração e, por fim, é lançado. Por isso, é importante se atentar para a feitura e organização do seu fluxo de escrita.

Além disso, dependendo do seu gênero literário, pode ser interessante cumprir algumas etapas importantes. Em livros infantis, por exemplo, desenvolver um manuscrito com ideias de elementos visuais e gráficos pode ser bastante vantajoso. Pense nisso!

2) Manuscrito de artigos

Existem uma série de tipos de manuscritos de artigos que são possíveis de listar aqui. O manuscrito de artigo de original tem a intenção de apresentar os resultados de uma pesquisa, seja ela qualitativa ou quantitativa.

Com isso, é o tipo de manuscrito ideal para cientistas e estudiosos que precisam organizar suas pesquisas para posterior publicação.

O manuscrito de artigo pode funcionar muito bem na publicação de livros da área médica, onde o profissional de saúde pode incluir relatos, apresentar estudos de casos e artigos publicados ou em desenvolvimento.

Existem ainda, manuscritos de artigo de opinião, de reflexão e outros.

3) Manuscrito de relato de experiência

O manuscrito de relato de experiência, como o nome já indica, apresenta uma fato, situação ou vivência apresentada por uma pessoa.

O escritor americano Ernest Hemingway teve muitos de seus livros influenciados por suas experiências em conflitos armados, quando trabalhava como correspondente de guerra jornalístico. Não à toa, o livro Por quem os Sinos Dobram, é inspirado na Guerra Civil Espanhola (1936 – 1939).

Então, é possível que os rascunhos feitos pelo escritor tenham sido fundamentais para a conclusão daquela que é considerada sua obra-prima.

4) Manuscrito de resenhas de livros

Os manuscritos de resenhas de livros são muito comuns no meio estudantil e acadêmico. Esse tipo de rascunho é uma ótima ferramenta de estudo, facilitando o aprendizado e a coleta de informações importantes.

Ele pode servir ainda como base para uma análise crítica, para a proposição de um confronto de ideias entre autores e correntes de pensamento, entre outras finalidades.

5) Manuscritos de Cartas

A carta é um dos gêneros ou modalidades textuais mais antigas da história humana e ainda hoje é utilizada em algumas situações.

São muitas vezes redigidas à mão e tem o objetivo de estabelecer uma comunicação entre duas partes distantes espacial ou temporalmente.

Uma característica do manuscrito de cartas é que, muitas vezes, transmitem informações íntimas entre seus interlocutores.

Assim, podem ser ótimas fontes de pesquisa e proporcionar grandes descobertas sobre personalidades e acontecimentos da história. As cartas podem integrar diários pessoais, autobiografias e biografias.

Que tal aproveitar suas cartas manuscritas, memórias e pensamentos sobre a vida para transformar seu diário pessoal em livro? No blog, você encontra um texto cheio de dicas e informações para compartilhar suas experiências com o mundo.

Qual a importância do manuscrito para autores e escritores?

A importância do manuscrito para autores e escritores é garantir que seu material esteja pronto para disputar um lugar nas prateleiras das melhores livrarias e no coração do leitor.

Assim, é importante ter em mente que o rascunho (ou manuscrito do livro ) é como se fosse a sua vitrine para o mundo. Quero dizer, ela é quem vai despertar ou não o interesse de editoras e do público.

Claro que hoje você não precisa mais passar pelo crivo de um editor para publicar seu livro. Atualmente, o acesso a plataformas de autopublicação e editoras que trabalham com modelos de contrato mais flexíveis e acessíveis é uma realidade!

Mesmo assim, é importante não perder o foco na qualidade e também na estética da sua vitrine. Para isso, aconselho que você se atente às seguintes etapas:

  • Primeiro rascunho – Coloque todas suas ideias no papel, deixe a criatividade fluir, esqueça a perfeição (por enquanto!);
  • Revisão e edição – Tire um tempo para revisar e editar seu manuscrito. Nessa fase, sim, busque a perfeição e tenha critérios;
  • Finalização – Antes de enviar para editora ou publicar de forma independente, faça uma última revisão no conteúdo.

Na etapa de finalização, antes de fazer as últimas correções, peça opinião a um amigo ou para um familiar em que você confia. Essa pode ser uma boa estratégia de encontrar erros que você não percebeu e ter feedbacks construtivos.

Então, agora que você sabe o que é um manuscrito, está mais confiante para redigir o seu e concretizar seu projeto de livro? Por aqui, você acompanhou ainda alguns tipos de manuscritos e entendeu a importância dele para a qualidade do seu trabalho. Espero que essas dicas sejam muito úteis para sua jornada como autor ou autora.

Aproveite para saber quais erros evitar na hora de escrever seu manuscrito de livro com dicas que vão te ajudar a economizar tempo, dinheiro e contribuir para o sucesso do livro.

Te vejo em um próximo conteúdo!

Compartilhar

Outros Artigos

PUBLIQUE SEU LIVRO
Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!