Pular para o conteúdo
Como começar um livro - Homem com expressão de dúvida

Como começar um livro: Dicas para destravar sua escrita

Como começar um livro é um dos assuntos mais procurados por aqueles que sonham em ser autores com obras publicadas, e por este motivo, estamos aqui para ajudar você que está naquela fase inicial onde é muito comum se sentir “travado” ou sem direção.

Sonhar com a publicação de um livro infelizmente não dá a você as aptidões necessárias para sentar na frente do computador e escrever várias páginas por dia. É preciso muito mais que isso!

Você sabia que as dificuldades relacionadas à escrita estão presentes até mesmo na vida de quem escreve muito bem? 

Isso mesmo! Pessoas que têm o hábito de escrever também enfrentam bloqueios de criatividade dentre outras distrações que impedem o desenvolvimento do livro.

Vamos solucionar isso? Criamos este artigo como um guia para quem está no momento inicial da escrita.

Se você se sente travado, ou sem uma visão estruturada de onde quer chegar, certamente você abriu o artigo certo.

Índice do Artigo

Escolha o gênero literário

A literatura é dividida em gêneros para que o processo de relacionamento entre o leitor e o autor seja mais eficiente.

É a divisão de gêneros que facilita questões de identificação para fins comerciais, por isso você precisa saber qual o gênero da sua obra.

A literatura é repleta de diferentes gêneros literários, dentre eles podemos citar os mais comuns:

  • Romance
  • Ficção
  • Poesia
  • Biografia
  • Autobiografia
  • Livro-reportagem
  • Acadêmico e Científico
  • Autoajuda
  • Religião & Espiritualidade
  • Contos

Se mesmo olhando a lista acima você ainda se sente confuso sobre qual gênero escolher, vamos dar uma ajuda ainda maior explicando sobre cada um deles.

    • Romance: Este gênero é uma narrativa longa que gira em torno de uma história de amor. Não necessariamente um romance precisa ser “romântico”, já que existem os subgêneros, como: Romance policial, romance histórico, romance de aventuras, dentre outros.
    • Ficção: Se você gosta de inventar histórias, este é o seu gênero literário. Toda história não real, é uma história de ficção.
    • Poesia: Escrever em versos, rimar, ou apenas organizar seus pensamentos de forma poética é o que caracteriza este gênero literário.
    • Biografia: Este é um gênero no qual você escreve sobre fatos reais da vida de outra pessoa (em terceira pessoa), relatando fatos desde seu nascimento até os dias atuais.
    • Autobiografia: Neste gênero você escreve sobre sua própria vida (em primeira pessoa), relatando fatos reais desde o seu nascimento até os dias atuais.
    • Livro-reportagem: Quando você escreve sobre casos reais que repercutiram na mídia. Neste tipo de escrita, você precisa reunir as fontes e imagens para justificar seu texto.
    • Acadêmico e Científico: Este gênero é para pessoas que estudaram sobre um tema a partir de uma ótica científica e decidem transformar seus trabalhos de pesquisa (monografias, dissertações ou teses) em um livro adaptado ao leitor.
    • Autoajuda: Este gênero textual serve para que você escreva mensagens motivacionais para pessoas que enfrentam as mais diversas situações: Depressão, perdas, infidelidade, baixa autoestima, problemas com gerenciamento financeiro, relacionamentos familiares dentre outros temas ligados ao comportamento humano.
    • Religião & Espiritualidade: Existem pessoas que têm experiências espirituais das mais diversas e que desejam transformar essas vivências em livros a fim de ajudar e conscientizar outras pessoas a respeito de temas espirituais.
    • Contos: Se você gosta de criar histórias curtas sobre os mais variados temas, este é o gênero perfeito para seu livro. Um livro de contos é praticamente uma coletânea de diversas histórias.

Agora que você já entendeu sobre cada um dos gêneros, resta você escolher um para então dar o primeiro passo para a sua escrita.

Conheça o público-alvo e interaja com ele

Antes de escrever, você precisa entender para quem você irá escrever, pois o público-alvo definirá como vai ser seu estilo de escrita.

Para conhecer seu público alvo, você precisa seguir autores que escrevem no mesmo gênero que o seu, e assim sondar os comentários e os anseios de seus leitores.

A opinião das pessoas sobre um livro são ótimas dicas de como o público se comporta e o que eles esperam de um bom enredo.

Outra vantagem de conhecer o seu público é o nível de formalidade da linguagem.

Se você pretende escrever sobre células neurotransmissoras para médicos, certamente sua linguagem precisará ser formal e mais voltada a questões científicas.

Dessa forma, não seria adequado você usar uma linguagem informal e coloquial, pois isso pode prejudicar a credibilidade da sua pesquisa.

Da mesma forma, se você pretende escrever um livro para um público infanto-juvenil, é totalmente inviável o uso de palavras complexas ou construções formais que afastem os leitores.

Planeje a estrutura do seu livro

Cada gênero literário possui uma estrutura específica. Se você inicialmente tem conhecimento prévio dessa estrutura, fica mais fácil iniciar os seus escritos.

Vamos entender um pouco mais sobre a estrutura dos gêneros textuais? Preparamos abaixo algumas explicações.

Livros de histórias de ficção: Romance, Ficção, Conto

Se você escreve em um desses gêneros literários de ficção, certamente você precisa entender algo importante chamado: ENREDO.

Planejar o enredo do livro é preocupar-se com a consistência do conteúdo. Um enredo é composto por:

  • Personagens
  • Espaço
  • Tempo
  • Conflito
  • Clímax
  • Desfecho

Antes de iniciar a escrever você precisa realizar a arquitetura de seus personagens.

  • Quem são?
  • Qual sua idade?
  • Qual sua aparência?
  • Qual sua personalidade?
  • Qual sua missão e posicionamento na obra?
  • Quem são os personagens principais, os coadjuvantes e os antagonistas?

Você também precisa entender qual é o tempo e o espaço que servirá de pano de fundo para a obra:

  • Onde acontece o enredo? No mundo real? Em uma realidade paralela? 
  • Em qual época? Futurista? Passado? Presente? Pré-história?
  • Quais lugares vão ser mencionados na obra? França, Itália, Brasil? Ou em Reinos fantasiosos? 

Entender os momentos chaves da obra (Conflitos, Clímax, Desfecho) também é interessante para deixar você mais seguro sobre o rumo do livro:

  • Quais cenas mais importantes os personagens irão vivenciar?
  • Quais os momentos mais altos que causarão impacto na leitura (clímax)?
  • Qual o desfecho da obra, ou seja, o resultado final que os personagens irão vivenciar?

Se você quiser entender mais sobre o assunto, criamos um conteúdo específico sobre Como planejar um enredo, e outro conteúdo sobre como desenvolver personagens de ficção.

Livros de poesia

Este gênero é mais fácil de administrar em relação a sua estrutura. Se você escreve em forma de versos, com ou sem rimas, o livro servirá apenas como uma coletânea de poemas.

Caso você escreva poemas por temas, é interessante dividi-los em capítulos para melhorar a seleção feita pelo leitor.

Livros biográficos e autobiográficos

Ambos os gêneros são parecidos em relação à estrutura, pois tratam da descrição de fatos da vida real de alguém, salvo a diferença de que a Biografia você escreve em 3ª pessoa, enquanto que na Autobiografia, você escreve em 1ª pessoa.

Nesses gêneros, é essencial o planejamento da linha do tempo, ou seja, você precisa dominar a ordem dos acontecimentos para que a obra não fique incoerente.

Gêneros biográficos geralmente possuem uma escrita linear, ou seja, em ordem cronológica.

Se você quer entender com mais detalhes, criamos conteúdos específicos sobre como escrever uma biografia e como escrever uma autobiografia.

Livros de autoajuda, religião e espiritualidade

Esses gêneros não possuem uma estrutura padronizada ou que apresente uma lógica de escrita para o leitor.

A única recomendação que fazemos é planejar em tópicos os temas que serão abordados no livro, e criar capítulos para abordagem de cada tema.

A divisão capitular de uma obra que envolve aprendizado é importante para que o leitor consiga fragmentar o conhecimento e assim poder consultar novamente os capítulos lidos.

Se esses gêneros não tiverem divisões capitulares, a leitura se torna mais densa e complexa.

Driblando bloqueios de escrita: como começar um livro

Agora que você sabe qual gênero literário de sua obra, qual o público-alvo e também como planejar a estrutura do seu livro, existe um forte obstáculo que você precisa driblar.

Fatores emocionais podem desencadear uma série de bloqueios à sua criatividade, como:

  • Preocupações financeiras
  • Problemas de saúde
  • Perdas de entes queridos
  • Excesso de stress devido às atividades de trabalho
  • Sobrecarga de afazeres domésticos

Sabemos que para muitas pessoas, escrever um livro e publicá-lo é um sonho, porém acreditamos que tudo tem seu tempo.

Recomendamos que seu momento de escrita seja uma atividade prazerosa capaz de liberar sua criatividade. 

Cientificamente falando, o hormônio do Stress (Cortisol), inibe a atividade neural ligada a criatividade, por isso, insistir em escrever em períodos de estafa ou cansaço não é uma boa prática.

Busque soluções, busque ajuda psicológica e faça da etapa escrita um momento de realização pessoal.

Utilize nossas dicas e publique com a Editora certa

Após realizar sua jornada criativa, não se esqueça de contar com a Editora de livros ideal, ou seja, aquela que tratará sua obra com carinho e responsabilidade.

Você vai encontrar muitos meios para publicação do seu livro, mas fique atento para não cair em armadilhas editoriais.

Se você quer ficar expert em Como publicar um livro, recomendamos que leia nosso Guia Completo, o qual explica tudo o que você precisa saber sobre o assunto.

Como começar um livro?

Os passos essenciais para começar a escrita de um livro são: Descubra o gênero literário no qual você deseja escrever sua obra, conheça seu público-alvo e procure sondar suas expectativas literárias, aprenda a planejar seu livro de acordo com a estrutura do gênero, procure driblar os bloqueios de criatividade. Entenda todos os detalhes dessas dicas no artigo completo.

Compartilhar

Outros Artigos

Saiba o que faz um editor de livros
Dicas de publicação

Editor de livros: quem é e o que faz?

A figura do editor de livros pode parecer um tanto nebulosa para muitos autores. Afinal, quem é esse profissional e o que ele faz? O

PUBLIQUE SEU LIVRO

Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!