Pular para o conteúdo
Texto: como escrever um livro infantil? Confira 8 dicas para começar. Imagem: menina branca sentada em uma pilha de livros e lendo um livro azul

Como começar a escrever seu livro infantil? Confira 8 dicas valiosas!

Os livros estão em nossas vidas desde quando ainda nem sabemos andar. Desde bem pequenos, é comum os bebês pegarem os livros com imagens coloridas e que os encantam.

 

Além disso, muitos pais também têm o hábito de ler para seus filhos, afinal, os livros infantis são fundamentais para o desenvolvimento das crianças em todas as idades.

 

E, por existirem livros para todas as faixas etárias, os livros para crianças tem uma parcela significativa do mercado editorial brasileiro. Porém, ainda existe muito espaço para novos escritores, já que há poucos autores especialistas nesse nicho da literatura.

 

E, hoje em dia, o papel de autores de livros infantis é fundamental para existam obras de qualidade para esse público que, diferentemente das gerações anteriores, tem a distração dos vídeos e jogos dos smartphones. 

 

Afinal, o hábito de leitura na infância desenvolve o senso moral, crítico, fortalece os vínculos afetivos e amplia o vocabulário dos pequenos.

 

Quer saber como aproveitar esse mercado de títulos infantis e vender para esse público? Acompanhe nossas dicas:

O que você vai encontrar neste artigo:

1. Consuma obras do gênero infantil

Há uma crença generalizada que escrever é difícil, porém, há caminhos para tornar o processo mais fluido e natural. E um deles é se especializar em uma área e, para isso, nada melhor do que consumir obras desse nicho. 

 

Então, ler livros destinados às crianças é fundamental antes de você se aventurar no processo inicial de escrita. A famosa pesquisa literária é o passo inicial para qualquer gênero literário e não seria diferente para a literatura infantil.

 

Um livro para criança não se resume a uma simples historinha e uma ilustração, vai muito além disso. Por isso, aproveite os títulos de grandes escritores de histórias infantis e faça uma pesquisa para se inspirar.

2. Escolha linguagem adequada para seu livro infantil

A linguagem ideal é sempre aquela mais entendível para seu público. Como estamos falando de livros para crianças, é importante definir qual é a faixa etária que você contemplará na sua obra.

 

A maioria dos livros infantis têm algo a ensinar às crianças, transmitindo uma lição ao decorrer da narrativa, no entanto, é preciso ter cuidado no modo que essa mensagem será repassada.

 

Lembre-se sempre da idade das crianças que irão ler seu livro para adequar a linguagem, visto que não cabe um tom adulto e professoral, mas também não se deve infantilizar se sua obra for escrita para pré-adolescentes, por exemplo.

 

É preciso, então, utilizar uma voz condizente com o seu público-alvo, para conversar com as crianças naturalmente.

 

3. Estude seu público-alvo

A pesquisa de público é válida em todos os gêneros literários e quando decidimos escrever para um público infantil, é necessário estudá-lo, observá-lo e escutá-lo.

 

É importante entender que tipo de livros fazem sucesso com as crianças. Então, conheça o universo dos seus filhos e sobrinhos (caso tenha) ou busque outras crianças em outros espaços, pois é imprescindível conhecê-las e observá-las para encontrar a melhor temática e linguagem a ser abordada.

 

Além disso, também é importante conversar com os pais e responsáveis e entender como eles escolhem o que seus filhos vão consumir, afinal, lembre-se que são eles que irão decidir pela compra do seu livro.

4. Atente-se à quantidade de palavras do seu livro

Ao escrever para o público infantil, saiba que há uma quantidade de palavras que seu livro deve ter de acordo com a faixa etária. Veja a seguir:

Faixa etária até 4 anos

Essa é a fase de pré-alfabetização, por isso, os livros não costumam ter tanto conteúdo escrito. Geralmente, as obras variam de 0 a 100 palavras e o possuem um conteúdo mais simples, com muitas ilustrações. 

Faixa etária de 4 a 6 anos

Nessa fase, as crianças já podem estar na fase de alfabetização e os livros podem ter, em média, 700 palavras. As ilustrações têm papel bem importante e devem se mesclar com o texto para contar a história. O enredo deve ser completo, com começo, meio e fim. E lembre-se que é bem provável que esses livros sejam lidos em voz alta por um adulto.

Faixa etária de 6 a 8 anos

Já para a faixa etária de 6 a 8 anos, os livros costumam ter de 200 a 20.000 palavras. Nessa fase, as crianças são incentivadas a ler sozinhas e, muitas vezes, o livro será dividido em capítulos. O enredo e o vocabulário devem ser simples, mas o tamanho do livro será visto como um desafio para a criança, que se sente vitoriosa ao concluir a leitura.

Faixa etária acima de 8 anos

 

Quando as crianças estão um pouco mais desenvolvidas no hábito da leitura, os livros podem ter de 20.000 a 35.000 palavras. O enredo começa a ficar um pouco mais complexo, com uma quantidade maior de palavras e sem tantas ilustrações.

5. Preocupe-se com as ilustrações

Um livro infantil, muitas vezes, é vendido pela capa, portanto, é fundamental se preocupar com a ilustração da capa e do miolo da sua obra literária.

 

Boas ilustrações falam por si e, nos livros infantis, elas têm fundamental importância.

 

As crianças são extremamente visuais e adoram livros com muitas imagens e as ilustrações de personagens e cenários darão um toque especial ao seu livro.

6. Crie um universo original

Um aspecto que trará um diferencial para o seu livro é a criação de um universo fantástico original para sua história.

Sabemos que na literatura infantil, as possibilidades são infinitas. Temos diversos livros com animais falantes, dinossauros e até mesmo objetos animados. 

Você pode criar seres fantásticos de outro planeta em uma história inédita ou mesmo criar um novo planeta terra, onde tudo acontece da sua maneira. 

Seres do espaço, com poderes especiais, tudo pode se encaixar de uma forma incrível se você souber amarrar a sua história.

Para isso, exercitar sua escrita criativa é fundamental, assim, você irá aflorar suas ideias para construção do seu livro.

7. Coloque a mão na massa e comece a escrever

Depois de planejar seu universo e seus personagens, é hora de começar a escrever.

 

É importante criar um hábito de escrita para você evoluir na sua história e conseguir finalizar o seu manuscrito. Estabeleça um horário no seu dia para escrever, ao fazer isso, a escrita começa a ficar mais fácil e você vai aperfeiçoando sua história.

 

Após terminar o conteúdo, seu livro precisará passar por todas as etapas de publicação. Acesse nosso post e fique por dentro de todos os passos para publicar um livro infantil.

8. Deixe sua história aberta para continuações

Já imaginou se seu livro infantil se tornar um verdadeiro sucesso? Então, sempre deixe a possibilidade de existir uma continuação da sua história.

 

As crianças, principalmente as que já estão em uma faixa etária que são capazes de compreender a relação tempo/espaço, adoram continuações das histórias. 

 

Elas se apegam aos personagens e querem saber o que aconteceu com eles depois de terminar sua leitura.

 

E aí, gostou dessas dicas para iniciar o seu livro infantil? Aproveite e leia nosso post completo sobre como escrever um livro infantil

 

E fique por dentro das atualizações do nosso blog. Posts novos toda semana!

Compartilhar

Outros Artigos

Protagonista: saiba por que ele é fundamental para sua história
Dicas de escrita

Protagonista: como fazer seu personagem principal brilhar

A criação de personagens é uma grande dificuldade entre autores. Muitas são as questões às quais se atentar: verossimilhança, profundidade, falas, personalidade… Esses pontos se

PUBLIQUE SEU LIVRO

Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!