Pular para o conteúdo
com escrever um livro com artigos do linkedIn

Como transformar artigos do LinkedIn em livro? 7 dicas da Editora Viseu

O LinkedIn é a principal plataforma digital de network e de conteúdo dedicado para profissionais no Brasil. Dessa forma, é muito comum que profissionais de diversos setores busquem ampliar seu raio de influência e conquistar novas oportunidades na rede social, ao promover conteúdos de valor na rede.

Para isso, é importante ter uma presença consistente e frequente, entregando conteúdos com insights e dicas. Eles também precisam ser capazes também de destacar sua experiência e expertise em determinado assunto.

Mas é possível ir além, conquistar maior relevância e autoridade no seu ramo de atuação. Você já pensou, por exemplo, que os artigos que você divulga na rede podem ajudar a construir a figura profissional que você tanto almeja ser?

Nesse sentido, transformar seus artigos do LinkedIn em livro pode ser uma maneira rápida e prática de marcar sua presença como especialista e se tornar um Top Voice na plataforma. Pensando nisso, neste conteúdo, a Editora Viseu traz 7 dicas que vão te ajudar a reunir seus melhores artigos em um livro que seja altamente relevante para o mercado.

1. Selecione os artigos mais relevantes

O primeiro passo é selecionar os artigos mais relevantes e que tenham correlação temática. Por exemplo, se você escreve sobre inteligência emocional é provável que a maior parte dos seus artigos no LinkedIn sejam sobre relacionamento com outras pessoas, empatia, controle das próprias emoções e motivação. Assim, os artigos com a mesma temática devem ser selecionados para seu livro.

Porém, se no seu perfil há artigos sobre controle da compulsão alimentar, a tendência é que ele fique fora do livro. Mas não existe nenhuma maneira de incluir esse material na hora de transformar os artigos do LinkedIn em livro?

É possível sim. Você precisa saber como criar um arco narrativo, uma espécie de manobra para que esse tema em específico não fique como arroz de festa na publicação, o que pode trazer alguma dificuldade no momento de revisar e editar o material.

2. Crie a estrutura do seu livro

Depois de selecionar seus artigos mais relevantes, é possível ter uma boa ideia da divisão estrutural do livro. Basta dividir o conteúdo em seções e, posteriormente, cada seção, em capítulos.

Em livros de não ficção, as seções e capítulos devem apresentar um encadeamento de ideias e desenvolvimento de conceitos que façam sentido para o objetivo final da publicação. Esse é um tipo de estrutura que tem mais chances de manter o leitor engajado na narrativa.

Por outro lado, é possível criar seções autônomas que não precisam ser lidas da maneira tradicional. Ou seja, o leitor pode ler a seção 2, depois voltar para a 1, sem qualquer prejuízo na qualidade e na compreensão do texto.

Porém, antes de optar por esse caminho, se pergunte se o público alvo tem costume ou preferência por esse tipo de livro ou se ele prefere uma estrutura mais tradicional.

Confira como transformar sua carreira jurídica em livro que ajude a esclarecer e disseminar conhecimentos importantes para colegas ou leigos.

3. Busque uma sequência lógica para agrupar artigos e capítulos

Para transformar seus artigos do LinkedIn em um livro é importante que o conteúdo seja coeso, ou seja, apresente uma sequência lógica.

Ao contrário do que acontece na redes sociais, a narrativa de um livro não-ficcional tem pouco ou quase nenhuma aptidão para a fragmentação. Ou seja, quanto mais linear for a sua narrativa, mais agradável é a experiência de leitura.

Por outro lado, é preciso levar em conta a forma como seu público-alvo lê. Um exemplo prático: Vamos dizer que o foco do livro é ensinar um passo a passo para adolescentes começarem a construir uma poupança a partir dos 15 anos.

Bom, um passo a passo precisa seguir uma estrutura lógica e linear. Os capítulos devem ser de fácil compreensão para que o leitor não encontre dificuldades de colocar em prática todos os ensinamentos.

Mais ainda, vai ser preciso obedecer certos aspectos da linguagem dessa persona, um adolescente de 15 anos que se interessa por finanças e planejamento financeiro. Percebe que a sequência de capítulos deve levar em conta também as características do seu público-alvo.

 

fazer livro dos artigos do LinkedIn

4. Atualize e amplie os artigos que tiveram maior sucesso com sua audiência

Explore ao máximo os artigos que tiveram mais reações, comentários e compartilhamentos na sua rede. 

Os materiais com alto engajamento podem ser um sinal dos assuntos que sua audiência mais deseja ou representar uma dor ainda não solucionada do seu futuro leitor. Assim, seu livro pode cair como uma luva para ele, propondo soluções e alternativas de superação de dificuldades.

Aproveite também para atualizar esses materiais, reescrevendo dados, conceitos e outras informações que por ventura tenham ficado ultrapassadas. Outra dica importante é expandir e aprofundar esses conteúdos, assim, promover abordagens mais ricas, abrangentes e completas.

Para ter mais sucesso nessa estratégia, monitore sua concorrência. Veja o que eles estão falando sobre o assunto. Com isso, explore oportunidades que eles deixaram de lado. Essa é uma dica valiosa se você pretende criar um livro para o público de business, negócios e desenvolvimento.

5. Adicione conteúdos exclusivos

O que faria com que as pessoas comprassem seu livro ou o e-book, já que elas podem ter acesso a todos os conteúdos na própria plataforma? Sua publicação precisa trazer conteúdos exclusivos, aprofundados e inéditos.

Reunir os artigos já publicados no Linkedin em um livro passa longe de ser uma motivação realmente sólida para alguém comprar o material. Quero dizer, é muito difícil que você tenha sucesso apenas por isso.

Utilize esse material para apresentar desdobramentos, compartilhar conhecimentos e informações valiosas e únicas pode sim chamar atenção do leitor. É importante deixar isso muito claro, se possível, já na capa do seu e-book ou livro impresso.

6. Inclua elementos visuais que facilitem a compreensão do conteúdo

Os elementos visuais contribuem e muito para otimizar a experiência de leitura de qualquer livro, de qualquer gênero. Mais ainda, para alguns segmentos profissionais, as imagens, os infográficos, os diagramas e outros formatos podem ser tão importantes quanto o próprio texto.

Por exemplo, profissionais de marketing trabalham com muitos elementos visuais durante a rotina. Então, incorpore esses elementos no conteúdo do livro. Além disso, profissionais de marketing preferem conteúdos dinâmicos, que unem texto, vídeo, conteúdo animado, gamificação e muito mais.

Alguns desses recursos são próprios para e-book ou outro formato de livro digital. Mas se você pensa na publicação de um livro físico, não deixe seu conteúdo cair na mesmice.

7. Enriqueça o livro com estudos de caso

Os estudos de caso fazem com que o livro se aproxime da realidade do leitor, já que podem ilustrar situações que ele passa no seu ambiente de trabalho. Aproveite para contar casos reais em que você tenha tido participação fundamental. Compartilhe o relato de forma natural e verdadeira, enriqueça a narrativa com detalhes e utilize uma pitada de emoções.

A intenção é criar uma conexão legítima com o leitor. Transmitir as vivências e conhecimentos adquiridos na sua trajetória pessoal, no calor do momento, vai contribuir e muito para reforçar sua autoridade frente a audiência.

Esse tópico é especialmente se você for um profissional da área de saúde. Ao saber como transformar sua experiência profissional na área médica em livro, é uma forma de potencializar a comunicação do conteúdo, tanto com outros colegas de trabalho quanto com pacientes.

 

Compartilhar

Outros Artigos

PUBLIQUE SEU LIVRO
Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!