Pular para o conteúdo
quais são os arcos de personagem

Arcos de personagem: Confira os tipos mais comuns

O arco do personagem é uma forma de estruturar e desenvolver a saga de um protagonista ou vilão da sua história. Com ele, o autor consegue visualizar e criar sequências de ações capazes de prender a atenção do leitor e despertar o interesse pela leitura de cada nova ação.

A técnica de arco de personagem contribui muito para o desenvolvimento dos participantes da narrativa, facilitando a construção camada por camada das pessoas fictícias da sua história.

Neste conteúdo, você vai conferir os tipos de arcos, dessa maneira, entender como criar personagens e como trabalhar a evolução e progressão narrativa deles. Então, preparado para mais uma temática que vai te ajudar a desenvolver a escrita?

1. Arco da transformação ou mudança

O arco da transformação vai além da mudança física ou visível. Ele corresponde a uma profunda mudança no personagem, revirando e reiventando seus valores, crenças, emoções e sentimentos.

Esse tipo de arco exige uma escrita cuidadosa, atenciosa e perspicaz do autor, já que traz em si o desafio de explorar a natureza humana em toda sua complexidade e possibilidades.

O arco da transformação requer ainda habilidade do escritor, já que ele precisa ser feito de uma maneira que não descaracterize a essência do autor e que seja crível.

2. Arco do crescimento

O arco do crescimento apresenta uma evolução do personagem assim como no arco de transformação, porém, mais complexa e muitas vezes, sutil.

O arco do crescimento pode ser caracterizado mais por uma conquista do personagem, já que não traz uma transformação profunda dele, mas sim uma evolução interna baseada numa melhor compreensão do mundo e de si mesmo.

Esse é o caso, por exemplo, de um personagem que no começo da narrativa apresenta desconfiança em relação a jornada que se apresenta à ele.

Um exemplo prático do arco de crescimento, é o personagem Rocky Balboa, do filme “Rock”. Ele é um lutador de boxe desconhecido, uma pessoa que vive à margem da sociedade, porém recebe uma oportunidade de mudança, agarrando-a com todas as forças.

Porém, à medida que a trama se desenvolve, ele encontra elementos que o fazem acreditar mais em si mesmo e, com isso, enfrentar seu destino sem medo.

3. Arco da queda

O Arco da queda é um tipo muito comum em vilões. De início, o personagem se mostra uma pessoa boa, mesmo vivendo em uma situação de dificuldade. Porém, no decorrer da trama, seus valores são testados e algumas possibilidades se abrem para o autor.

A primeira delas é a mudança definitiva, onde não vemos uma progressão da mudança e consequente queda, no desfecho.

A segunda é a completa absorção das mudanças negativas e, por fim, narrar a derrota. Quer uma dica de arco negativo muito bem construído de um protagonista? Michael Corleone, em “O Poderoso Chefão”, de Mario Puzo.

A ideia é mostrar a decadência do personagem e sua destruição total ou parcial. Assim, o arco da queda é o caminho oposto do arco do crescimento ou da transformação, já que faz uma exploração da falibilidade ou mostra o lado sombrio da natureza humana.

Aproveite para saber como criar e desenvolver protagonistas e antagonista marcante para sua história.

4. Arco da estagnação

O tipo de arco da estagnação é uma forma de estruturar o desenvolvimento do personagem bastante incomum, e pouco usado. Isso porque ele pode ir de encontro às expectativas do leitor em relação a sua história.

Por exemplo, pense na história de um jovem que sempre sonhou em ser um grande cantor. Ele é talentoso, porém nunca tomou medidas necessárias para viver seu sonho. Assim, não consegue sair do lugar.

Assim, esse tipo de estrutura traz a angústia da incapacidade de realizar mudanças, explorando uma realidade que pode ser comum a muitas pessoas.

É um tipo de arco que pede conhecimento profundo da condição humana, que é cercada de medos, dúvidas, traumas e elementos complexos que formam uma teia que impedem o personagem de agir.

Por outro lado, o arco da estagnação também pode ser utilizado para personagens planos, como os super-heróis dos Gibis que não passam por uma mudança significativa na narrativa.

5. Arco da redenção

Um tipo de arco de personagem que pode fazer com que o personagem tenha uma jornada cativante e poderosa é o arco da redenção. Esse é o tipo de arco muito presente na jornada de personagens que lutam por um perdão, por cura ou por uma segunda chance.

Para isso, o autor precisa ter conhecimento profundo da natureza humana, sabendo dosar de maneira precisa os defeitos, qualidade e as potencialidades dos seres humanos.

Nesse sentido, o arco da redenção acaba por formatar personagens que geram muita reciprocidade no leitor, já que a redenção parecer ser algo intrínseco a todos nós, não é mesmo?

Então, já sabe quais desses arcos podem cair como uma luva para as principais figuras humanas do seu livro? Aproveite para testar possibilidades e ver o que funciona melhor para sua história.

O blog da Viseu espera que esse conteúdo seja muito útil para seu processo de escrita e ajude-o a alcançar seus objetivos. Aproveite para descobrir o que é um arco narrativo e como esse recurso pode te ajudar a construir um enredo de sucesso.

Até o próximo conteúdo!

 

Compartilhar

Outros Artigos

Protagonista: saiba por que ele é fundamental para sua história
Dicas de escrita

Protagonista: como fazer seu personagem principal brilhar

A criação de personagens é uma grande dificuldade entre autores. Muitas são as questões às quais se atentar: verossimilhança, profundidade, falas, personalidade… Esses pontos se

PUBLIQUE SEU LIVRO

Informe seus dados
para iniciar sua jornada
de publicação.
Um de nossos Consultores Editoriais
entrará em contato com você para
conversar melhor e explicar como
você pode publicar o seu livro!